Abortamento de vagens na cultura da soja.



De forma natural, a soja se encontra programada para descartar um número expressivo de flores que foram produzidas em excesso, abortar um determinado número de vagens, e de ajustar o enchimento dos grãos a depender de diversos fatores ambientais e genéticos específicos de cada cultivar.

Em casos drásticos do abortamento de vagens, as perdas de produtividade podem chegar até 100%, visto que as vagens que não forem abortadas podem apresentar um enchimento de grãos ineficientes.


SAFRA 2020/2021 Na safra de 2020/2021 esse problema vem sendo muito relatado por produtores, principalmente das regiões Oeste, Norte e Noroeste do Paraná (PR). Nota-se que esse problema acometeu cerca de 20 cultivares, o que descarta a possibilidade de um erro genético específico de determinado cultivar.


CAUSA A causa primordial deste problema está relacionada diretamente a fatores climáticos, de forma que produtores que semearam a cultura no período de 14 a 25 de outubro, respeitando o zoneamento agrícola de risco climático, foram mais acometidos pelo abortamento de vagens em relação a produtores que semearam a cultura no início de novembro. No entanto, o fator de época de plantio não é regra, pois alguns produtores que também semearam a cultura no mês de outubro não enfrentaram este problema.


HIPÓTESES

Uma das hipóteses estudadas é a de que houve a coincidência de vários fatores: • Umidade no solo; • Alta umidade relativa do ar; • Baixa luminosidade em janeiro; • Condições locais específicas;

Esses são fatores que podem ter potencializado o fenômeno no momento crítico do desenvolvimento fenológico da cultura.


Junto às perdas de produtividade, há o alongamento do ciclo da cultura devido a redução do dreno de fotoassimilados nas plantas, assim atrasando o plantio da cultura em sucessão. Em casos em que a colheita se torna inviável, uma alternativa é a utilização de algum dessecante (Diquat e o Glufosinato de Amônio) ou também o rolo-faca para roçar a cultura. Concomitante a isso, alguns pesquisadores da Embrapa Soja estão coletando dados, a fim de cruzar informações para futuramente sanar o problema, mas até o momento não há nenhuma medida concreta que resolva ou minimize o abortamento de vagens.


REFERÊNCIAS:

http://www.agricultura.pr.gov.br/Noticia/IDR-Parana-divulga-Nota-Tecnica-sobre-abortamento-de-vagens-em-lavouras-de-soja-do-Parana


https://www.embrapa.br/documents/1355202/1529289/Nota+Tecnica+Abortamento+Final+%281%29l.pdf/0f226f0d-202f-2e9b-a7fe-a97622263c66



14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo